Publicado em 26/03/2017 às 17h23, atualizado 26/03/2017 às 17h24

Cape Epic: Nino Schurter e Stirnemann são os campeões; Avancini e Fumic em 5º

Acre

Do Bikemagazine

O suíço Nino Schurter, campeão mundial e campeão olímpico Rio 2016, acrescentou um título inédito ao currículo: campeão da Cape Epic. Ao lado do companheiro e estreante Matthias Stirnemann, Schurter confirmou neste domingo (26 de março) a vitória da competição, que disputou pela quarta vez – seu melhor resultado anterior foi o quinto lugar em 2014.

Schurter e Stirnemann na chegada da etapa final Foto: Shaun Roy/Cape Epic/SPORTZPICS

Na etapa final, com 87 quilômetros de percurso, de Oak Valley Wine Estate, em Elgin, até Val de Vie, em Paarl, Andri Frischknecht e Michiel van der Heijden foram os vencedores na elite, com Damiano Ferraro e Fabian Rabensteiner em 2º. Schurter e Stinemann ficaram em 3º.

A dupla formada pelo brasileiro Henrique Avancini e o alemão Manuel Fumic, que liderou por cinco dias, terminou a etapa na 8ª colocação, a 5 min, e em 5º lugar na classificação geral, a 29min dos campeões.

No percurso da etapa final, em Oak Valley Wine Estate in Elgin to Val de Vie in Paarl

Nas entrevistas após a conquista Schurter comemorou o que chamou de vitória antecipada. “O plano era vir em 2018 para vencer, mas conseguimos com um ano de antecedência”, disse. “Isso é muito especial. Primeiro ganhar os Jogos Olímpicos e depois vir para a África do Sul e ganhar a Cape Epic. Eu pensei que o próximo ano seria o nosso ano. Mas estamos à frente do cronograma”, completou.

Christoph Sauser, em dupla com Jaroslav Kulhavy, foi vice, a 8min07s. A dupla Nicola Rohrbache Daniel Geismayr ficou com o 3º lugar, a 19min34s.

Cape Epic garante título inédito para Schurter, em sua quarta vez na ultramaratona Foto: Sam Clark/Cape Epic/SPORTZPICS
Foto:

Na categoria das mulheres a dupla vencedora foi Esther Süss e Jennie Stenerhag. Süss já venceu em 2012 na mesma categoria e em 2011, na categoria mista. Já Stenerhag conquistou sua primeira vitória após sua quarta Cape Epic na disputa que marcou sua volta ao esporte um ano após passar por uma cirurgia cardíaca.

Na categoria mista, a dupla campeã foi formada pela sueca Jenny Rissveds, medalha de ouro do MTB nos Jogos Rio 2016, o e o suíço Thomas Frischknecht, de 47 anos, que venceram as oito etapas da ultramaratona e, de ponta a ponta, conquistaram uma vantagem final de 65 minutos.

Jenny Rissveds, ouro no Rio, e Thomas Frischknecht, campeões na Mista Foto: Foto: Sam Clark/Cape Epic/SPORTZPICS

Na Máster, o australiano Cadel Evans e o norte-americano George Hincapie, estradeiros em sua primeira Cape Epic, ficaram mais fortes a cada etapa e conquistaram o título no último dia, deixando os espanhóis Tomi Misser e Ibon Zugasti (Orbea Factory) em 2º depois de acelerar no último dia a abrir 5 minutos de vantagem. A dupla formada pelo brasileiro Abraão Azevedo e o holandês Bart Brentjens, tricampeã da disputa, ficou com a 3ª colocação, a 7 minutos.

Na Grand Master, a dupla suíça/austríaca Barti Bucher e Heinz Zoerweg (Meerendal CBC 3) conquistaram todas as etapas e terminaram com mais de 2 horas de vantagem, em 34º lugar na classificação geral.

LEIA MAIS
Reportagens sobre a ultramaratona Cape Epic no Bikemagazine

Resultados completos no site oficial

 

MELHORES MOMENTOS ETAPA FINAL

 

 

Vídeo